Saiba como utilizar a persuasão como uma tática de melhoria nas suas vendas

A arte da persuasão pode influenciar no comportamento do cliente e ajudar no sucesso da empresa. | Foto: Pixabay.

O poder da persuasão é essencial na hora das vendas, ou seja, de uma maneira mais simplista, é afirmar que o bom vendedor consegue vender qualquer serviço ou produto. Logo, essa habilidade está ligada à capacidade da pessoa em influenciar outros usuários a realizar uma ação em favor da empresa. 

Desse modo, é mais do que fazer o cliente concordar com a compra, é apresentar argumentos que ele se identifique e, assim, mudar as suas ideias e impressões. Por isso, entenda melhor a importância dessa estratégia.

O que é persuasão? 

É a ação de persuadir ou convencer, ou seja, é fazer com que o consumidor absorva e siga as informações oferecidas. Com essa habilidade, é possível fazer com que as pessoas mudem de opinião ou as influenciam em escolhas mais apropriadas. O negócio que utiliza essa estratégia pode se destacar em relação aos seus concorrentes. Portanto, nas vendas e no marketing digital, a persuasão é fundamental e essencial para qualquer empreendedor que busca o sucesso da marca.

Além disso, acelerar o processo é uma maneira de agilizar a tomada de decisão. Ou seja, gerar mais vendas.  Ainda mais, essa técnica faz parte do neuromarketing e, consequentemente, pode ser utilizada como um gatilho emocional bastante eficiente. Nesse sentido, o objetivo é convencer o usuário de que a sua ideia é a melhor, mais adequada e que o seu produto ou serviço é necessário para o consumidor.

Em outras palavras, a persuasão é uma excelente alternativa para líderes e empreendedores. Por exemplo, um empresário que possui um produto inovador para o mercado pode e deve usar de persuasão para gerar mais vendas e convencer o público dos benefícios daquele produto.

No entanto, há uma diferença entre o conceito de persuasão e manipulação. De antemão, o termo persuadir está ligado a argumentos estruturados, enquanto manipular é uma maneira de coagir com premissas superficiais ou falsas.

Em síntese, na persuasão, a escolha ainda é da pessoa. Em contrapartida, na manipulação, são usadas técnicas para que o cliente não tenha escolha. Por isso, ao manipular o consumidor, as chances de conseguir a venda são maiores, mas a probabilidade de não acontecer novamente também é grande.

Atualmente, as redes sociais ganharam tanta importância e visibilidade que os famosos recebem para conseguir influenciar o comportamento e estilo das outras pessoas. Fica claro, então, que é uma das ferramentas mais utilizadas.

As empresas notaram que colocar pessoas para exercer o poder de persuasão é eficiente, em especial para negócios e vendas. Com isso, influenciadores digitais aproveitam a afinidade com o público para facilitar as vendas de produtos anunciados.

Nesse sentido, a importância dessa estratégia é tão grande que virou profissão e até mercadoria. Tanto é que, se você pesquisar o tema nos mecanismos de busca, é possível encontrar diversos livros que falam sobre o assunto.

Em contrapartida, a persuasão não é um poder sobrenatural ou mágico. Há muitos estudos que mostram que, por trás desses mecanismos, existem aspectos neurológicos e comportamentais. Desse modo, é possível desenvolver essa prática para potencializar seu poder de influência.

Como utilizar a persuasão nas vendas?  

Após você descobrir o que é persuasão, chegou a hora de verificar a importância desse conceito nas vendas. Nesse sentido, o nosso cérebro é complexo e, assim, existem dois modelos de tomada de decisões essenciais: as rápidas e as longas.

Em outras palavras, as tomadas de decisão rápidas são mais práticas para o empreendedor no ambiente comercial. Por isso, o poder de persuasão é fundamental nas vendas para que esse processo seja facilitado. 

Nesse contexto, para ilustrar a importância desse conceito, elaboramos quatro dicas e exemplos.  Confira agora: 

Valorização de uma oferta 

Primeiramente, você pode ter um conteúdo valioso a oferecer para o consumidor, porém se ele não acreditar na sua proposta, a oferta não vai se concretizar. Sabemos que o mercado é competitivo e, por mais que o seu produto ou serviço seja bom, há diversas soluções oferecidas ao usuário diariamente. Portanto, o seu objetivo deve ser utilizar a persuasão para valorizar o seu produto ou serviço, isto é, convencer as pessoas a investir no que você está oferecendo.

Nesse sentido, explore algumas técnicas, por exemplo, indicações, dados e argumentos para deixar o mais claro possível para o cliente o que seu produto/serviço oferece e como ele pode beneficiá-lo. Se ele não gostar das suas recomendações, vai procurar outro caminho.

Destaque-se da concorrência  

É comum as pessoas sempre falarem sobre a qualificação do mercado e como é importante prestar atenção nos seus concorrentes. Isso porque os profissionais costumam dar valor para aqueles que possuem produtos relevantes. Em contrapartida, é fundamental não menosprezar aqueles que, aparentemente, não oferecem propostas excelentes.

Em outras palavras, muitos vendedores utilizam a persuasão para convencer os usuários que são a melhor escolha. Nesse sentido, saber utilizar essa estratégia pode destacar o seu negócio no mercado, inclusive, se destacar entre as empresas mais renomadas.

Persuasão em situações complicadas 

É normal que ocorram situações inusitadas na rotina da companhia. Por isso, saber lidar com esses problemas pode ser a solução para o sucesso do negócio. Por outro lado, a empresa que não consegue lidar com isso, pode sofrer alguns prejuízos.

Além de contornar essas situações, a persuasão pode garantir a fidelização do cliente com a resolução e atenção que ele esperava, ou até melhor. 

Persuasão e negociações financeiras 

As negociações financeiras são fundamentais em situações difíceis. Portanto, se você observar o poder da persuasão vai entender que funciona como uma negociação, ou seja, você oferece um serviço ou produto e, em troca, espera uma resposta dele.

Ainda mais, nessa etapa, também é necessário definir valores, itens relevantes e prazos para a negociação. Assim, sendo persuasivo, as chances de dar certo são maiores. Além disso, é importante entender o perfil de cada pessoa para que você possa escolher a abordagem correta e facilitar a negociação com o possível cliente.

A persuasão funciona como uma troca entre a empresa e o cliente. | Foto: Pixabay.

Por fim, lembre-se de que persuasão não é um dom, é ciência. Portanto, entender como o cérebro age e os comportamentos humanos é essencial para o desenvolvimento dessa prática. No entanto, caso você ainda esteja inseguro sobre a utilização dessa técnica, o recomendado é, inicialmente, praticar nas suas relações pessoais. O importante é ir treinando até ter confiança suficiente para aplicar essa estratégia no seu ambiente de trabalho e alavancar suas vendas.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Autor