Veja como usar o Pinterest para vender seus produtos como afiliados

pinterest-escola-marketing-digital
pinterest-escola-marketing-digital
Publicidade

Você sabe como vender os seus produtos no Pinterest? O Pinterest pode ser um grande aliado no processo de vendas e garantir que o processo de marketing de afiliados seja um sucesso.

O Pinterest é uma das redes sociais mais usadas hoje em dia e é considerado também uma das fontes de desejo de compra entre os usuários. Muitos deles vão atrás de algum item depois de verem uma foto dele no Pinterest e essa incidência é muito maior do que qualquer outra rede social.

Saber usar o Pinterest a seu favor é uma ótima estratégia para aumentar suas vendas e aumentar o sucesso do marketing de afiliados. Portanto, aprenda a usar as estratégias do Pinterest de forma benéfica para você e afiliados!

Quer saber mais sobre como vender no Pinterest e o que é Pinterest? É só continuar lendo.

 

Publicidade

pinterest-escola-marketing-digital

O que é Pinterest. | Foto: Unsplash.

 

Como utilizar o Pinterest no marketing de afiliados? 

O marketing de afiliados é um processo em que se ganha uma comissão quando se promove produtos de outras pessoas ou empresas. Pode acontecer de você achar um produto que goste muito, promovê-lo para outras pessoas e ganhar uma parte da renda a cada venda que você fizer.

Existem definições que dizem que esse marketing pode ser separado em 4 partes, que são: o merchan, a rede, o editor e o consumidor. Porém, também é possível encontrar fontes que alegam ser apenas 3 partes em vez de 4 partes.

Publicidade

Por esse motivo, o marketing de afiliados pode ser visto apenas como um processo de espalhar a criação de um produto e fazer o marketing dele através de diferentes partes, onde cada parte consegue receber uma parcela da renda, de acordo com o tanto que foi contribuído.

Ou seja, o marketing de afiliados não é só a promoção ou criação de um produto. Você pode ser o criador ou também o profissional de marketing e, mesmo assim, conseguir lucrar com a ideia básica de renda compartilhada. 

Um estudo que foi realizado pela Steelhouse, mostrou que 59% dos usuários do Pinterest já compraram algum produto que foi visto na rede. Já no Facebook, por exemplo, esse número de compras cai para 33%. 

Esse movimento pode ser justificado pelo fato dos usuários do Pinterest sempre estarem em busca de uma solução específica. Por outro lado, outras redes sociais acabam sendo utilizadas com uma maior frequência para buscar notícias do que está acontecendo no momento, entre muitos outros tipos de postagem.

Ainda nas comparações com outras redes, o tempo de vida das postagens do Pinterest é extremamente maior do que das outras plataformas de mídias. Enquanto as publicações feitas no Twitter ou Facebook tem em média algumas horas de duração no feed, o conteúdo que é postado no Pinterest é exibido durante 30 dias, em média.

Publicidade

Além disso, é crucial saber quem é o seu público e como anda o desempenho do seu perfil, estando por dentro da maior quantidade de detalhes possíveis. Quando fizer a análise da sua análise de público e compará-la ao seu público-alvo em outras plataformas, você consegue ver quem está ficando de fora.

Muitas vezes, a resposta é que uma grande porcentagem do grupo demográfico não tem o costume de usar o Pinterest. Claro que pode ser por um outro motivo, mas, na maior parte das vezes, esse é o principal motivo pela falta de público. 

Você pode começar a criar novos pins, pastas e conteúdo para conseguir interagir melhor com eles. Pessoas diferentes usam plataformas diferentes e você vai querer ajustar o seu conteúdo para isso. Se, por exemplo, você perceber que o seu site de culinária tinha um público com grande interesse em acampar, você pode começar a produzir um conteúdo que seja voltado para esse assunto, sem perder a sua essência.

Veja algumas dicas:

 

Otimize as suas pastas para mostrar os produtos

Antes de começar o processo de adição de pins com links afiliados, você deve garantir que as pastas no seu perfil do Pinterest compartilhem uma aparência de marca que possa representar o seu nicho de atuação.

Além disso, é necessário deixar claro sobre o que o seu perfil trata, usando uma descrição clara e objetiva. Lembre-se de usar sempre palavras chave nos seus títulos e descrições, para que possa aparecer na pesquisa do Pinterest.

Em seguida, preencha cada uma das pastas com o conteúdo que o seu público se interessa. Essa abordagem pode te ajudar a criar um perfil do Pinterest que esteja pronto para exibir as melhores ideias e dicas para o seu público,  tornando-o um recurso interessante.

 

Adicione os pins com links de afiliados nas suas pastas 

Primeiro, você deve escolher o produto que você deseja compartilhar e decidir em qual pasta ele será colocado. Por exemplo, se o seu link de afiliado é para um curso de SEO, ele pode ser fixado em uma pasta que esteja cheia de conteúdo e dicas para esse assunto.

 

Aumente a exposição das suas pastas

A ferramenta Pinterest ads ainda não está disponível em território brasileiro, então uma maneira de fazer com que você aumente a exposição dos seus pins é compartilhá-lo em outras redes sociais. Uma forma de deixar esse processo automatizado é usar o IFTTT ou Buffer. 

Dessa forma, quando você postar algum conteúdo no Pinterest, ele poderá ser atualizado em todas as outras redes sociais que você tiver conta. 

É importante ter em mente que promover links de produtos afiliados com autenticidade é algo crucial. Evite ser apenas mais um vendedor e se lembre que o objetivo principal do trabalho é ajudar os leitores ou clientes a encontrarem produtos que sejam bonitos, úteis e também inspiradores.

Também lembre-se de se concentrar no compartilhamento de produtos que possam facilitar a vida dos seus membros e que aumentem de forma natural os cliques e as vendas.

Quando se faz o marketing no Pinterest da maneira correta, você conseguirá ter muito mais tráfego e vendas no futuro, ajudando tanto você quanto os seus afiliados. Quer saber mais? Acesse a página da Escola do Marketing Digital!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Autor