fbpx

O que é e-commerce? Conheça a prática

Descubra o que é e-commerce na prática | Foto: Unsplash

O e-commerce é uma possibilidade prática e bastante vantajosa para os consumidores na hora de comprar produtos ou serviços. Com certeza, você deve ter algum site favorito para realizar suas compras online. Saiba que esse mercado ganhou ainda mais espaço nos últimos meses, em especial durante a quarentena, assim, é interessante saber como abrir um e-commerce. Mas antes de tudo, você sabe o que é e-commerce? Descubra conosco!

O que é e-commerce? 

E-commerce é um termo oriundo da língua inglesa que em tradução literal significa “comércio eletrônico”. Pode-se definir esta modalidade de comércio como o processo de execução de transações comerciais por intermédio de artifícios digitais.

Com palavras mais simples, o e-commerce consiste na oferta e venda de produtos ou serviços na internet, com a observação de que as transações financeiras inerentes à compra devem também ocorrer por meio de plataformas digitais.

A origem do e-commerce 

Ainda na primeira metade do século XX, as primeiras lojas começaram a vender seus produtos por telefone ou pelos correios nos EUA. Esse modelo de transação comercial a distância foi crucial para que mais tarde surgirssem os primeiros sites de vendas online.

Apenas com a popularização da internet foi possível realizar a primeira compra segura através da rede mundial de computadores, em 1994. No dia 11 de agosto daquele ano, o americano Phil Brandenberg fez a venda de um álbum do cantor britânico Sting em ambiente virtual.

No ano seguinte, uma das gigantes do e-commerce mundial começou a realizar suas primeiras vendas. Em julho de 1995, a Amazon vendeu seu primeiro livro através da internet. Ainda nos seus primeiros meses de funcionamento, a empresa do americano Jeff Bezos já vendia produtos para todos os estados dos EUA.

Criada nos primórdios do e-commerce e sem muita concorrência nos primeiros anos de seu funcionamento, a Amazon se tornou um dos maiores exemplos de sucesso no mercado das vendas online. Para se ter uma ideia, apenas no primeiro trimestre de 2021 a empresa conseguiu faturar US$ 8,11 bilhões.

Existe diferença entre e-commerce e loja virtual? 

Esses são dois termos que costumam ser utilizados como sinônimos, mas que na verdade possuem suas peculiaridades. Sendo assim, é importante conhecer os momentos certos de empregar cada palavra. Veja a seguir:

  • Loja Virtual: o termo é usado geralmente para definir um canal de vendas de determinada empresa. Por exemplo, uma loja física que abre um site para vendas online, a “loja virtual” é apenas mais um canal de vendas.
  • E-commerce: como já falamos, são transações comerciais que ocorrem na internet. Dessa forma, ele engloba também as lojas virtuais. Porém, em geral, o termo é utilizado para empresas cuja única estratégia de vendas é a internet.

Como funciona um e-commerce na prática 

Aqueles que já têm familiaridade com o e-commerce, sabem que ele é estruturado por alguns processos base: exposição do produto, realização da venda e entrega do produto. Esses são os pontos conhecidos pelos consumidores, mas também existe o marketing, o atendimento ao cliente, além do pós-venda.

Os produtos oferecidos por uma loja virtual e-commerce são expostos nas páginas do site ou mesmo nas redes sociais da marca. Funciona como uma grande vitrine virtual, nela aparecem fotos ou vídeos do produto, além das especificações e o preço, facilitando assim a pesquisa e a escolha do cliente.

Quando o cliente encontra algo do seu agrado, pode executar duas ações: pôr no carrinho e comprar mais tarde ou realizar a compra naquele momento. Caso ele decida executar a compra, ele deve repassar algumas informações pessoais para que o pagamento seja validado e ele possa receber o produto.

Geralmente, as informações pedidas são: nome completo, CPF, endereço da entrega e dados pertinentes à modalidade de pagamento (cartão ou boleto). Na parte do pagamento, tudo ocorre por meio de uma rede segura para garantir a privacidade do cliente e evitar fraudes.

Após a aprovação do pagamento, a empresa estipula uma data para que o cliente receba seu produto. Isso irá depender da modalidade de entrega (correios, transportadora ou retirada em loja, se existir uma loja física) e do frete (algumas lojas permitem a opção de pagar um pouco mais para receber o produto com menor prazo).

O panorama atual do e-commerce no Brasil 

O cenário do e-commerce em nosso país é muito interessante, já que é um mercado que acumula um crescimento significativo ao longo dos últimos anos. Atualmente, operam no e-commerce Brasil gigantes estrangeiras (Amazon, Mercado Livre e outros), bem como as gigantes brasileiras (Americanas, Magalu e outras), além, é claro, das pequenas e médias empresas.

Pelo fato do e-commerce oferecer a praticidade e a segurança de comprar produtos no conforto da sua casa, as empresas atuantes no mercado digital viram suas vendas crescerem substancialmente. De acordo com pesquisas da Fecomércio de São Paulo, somente neste estado, as vendas online aumentaram cerca de 27% em 2020, comparadas ao ano anterior.

Já na capital São Paulo, o e-commerce faturou por volta de  R$ 10,6 bilhões. A Fecomércio considera que o crescimento das cifras do mercado aconteceu pelo fato do aumento no número de marcas atuando no mercado digital. Afinal, com o impedimento da abertura das lojas físicas, muitas empresas decidiram se digitalizar para continuar gerando receita.

Esse aumento nas vendas e receitas foi sentido nos mais variados setores do comércio online. Os bens duráveis vivenciaram um aumento de 34,5% nas vendas, os bens semiduráveis tiveram taxa de 18,2% e, por fim, os não duráveis foram comercializados digitalmente 6,3% a mais em 2020.

Perspectivas de crescimento do comércio digital 

Está na dúvida de como abrir um e-commerce pode ser vantajoso para você? Não se preocupe, os dados apontam que este é um negócio que permanecerá em alta nos próximos anos. Segundo o Global Payments Reports 2021, levantamento realizado anualmente pela empresa de tecnologia financeira FIS, o comércio digital deve crescer 57% até 2024 no Brasil.

O mesmo estudo apresenta dados importantes sobre o consumo digital no país. A FIS identificou que o cartão de crédito foi a modalidade de pagamento mais utilizada nas compras digitais em 2020, representando 43% das vendas ocorridas no país. O segundo método mais utilizado foram as carteiras digitais com 17%.

Outro ponto interessante do estudo foi a constatação da tendência no aumento das compras realizadas por meio de smartphones. A FIS prevê que, ao longo dos próximos quatro anos, o uso de smartphones para compras online deve crescer por volta de 17% a cada ano.

Esses dados mostram que os sites de e-commerce devem buscar otimizar suas páginas para dispositivos móveis, ou até mesmo cogitar a criação de um app para melhorar a experiência de compra do usuário mobile e consequentemente aumentar as vendas.

O isolamento social foi responsável por fazer quem já comprava pela internet comprar ainda mais, ao mesmo tempo em que apresentou loja virtual e-commerce para aqueles que não conheciam ou não se sentiam confortáveis em comprar online. Assim, é de se esperar que o crescimento do consumo por meios digitais no e-commerce Brasil continue forte daqui para a frente.

Gostou do conteúdo sobre o que é e-commerce? Quer saber mais sobre e-commerce marketing? Conheça nosso Curso de Marketing Digital e aprenda como usar técnicas de marketing para alavancar as suas vendas digitais.

 

 

Referências:

https://www.bertholdo.com.br/blog/o-que-e-e-commerce/

https://online.csp.edu/blog/business/history-of-ecommerce/

https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/2021/04/29/lucro-da-amazon-sobe-220-no-1o-trimestre-para-us-811-bilhoes.ghtml

https://www.folhape.com.br/economia/mercado-de-e-commerce-em-crescimento-no-brasil/182037/

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2021/05/11/com-pandemia-vendas-pela-internet-crescem-27percent-no-estado-de-sp-em-2020.ghtml

https://upsites.digital/vendas-online/qual-e-a-diferenca-entre-ecommerce-e-loja-virtual/

 

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Autor