fbpx

Growth Hacking: Guia completo

Como funciona o Growth Hacking? Confira (Foto: Freepik)

Você sabe o que é growth hacking? Explicamos, neste artigo, como colocar essa mentalidade estratégica em prática da melhor forma. Com ela, é possível promover um maior desenvolvimento do marketing digital e alavancar o seu negócio.

Veja tudo sobre as ferramentas growth hacking neste guia completo que preparamos para você entender bem o assunto. Growth hacker o que é? Growth Hacker marketing? Quer saber as respostas?

Confira, a seguir. Tenha uma ótima leitura!

O que é growth hacking? 

Vamos começar traduzindo esses dois termos. De forma literal, growth quer dizer crescimento, e hacking, solucionar algo de modo criativo. Juntas, essas duas palavras resultam em um conceito que significa mudança de mentalidade como método de fazer um negócio crescer.

Em outras palavras, growth hacking é um modo de aplicar práticas, mediante hipóteses e experimentos, para alavancar a sua empresa. É um processo interdisciplinar.

Startups 

Trata-se de uma estratégia que se sucede a um processo de testes consecutivos. Embora adotado, sobretudo, pelas startups, a técnica growth hacking pode ser aplicada em qualquer mercado ou modelo de negócio.

A relação próxima com as startups decorre do fato de estas precisarem crescer de maneira acelerada e disruptiva. Elas, também, dispõem de mais recursos tecnológicos, o que contribui no que se refere ao uso de ferramentas growth hacking. Nestas empresas é preciso ir além do marketing tradicional.

Exemplo de sucesso 

O McDonald’s é um exemplo de caso de sucesso de growth hacking fora do ambiente virtual. Nos anos 50, a empresa se expandiu a partir de lojas localizadas em rodovias interestaduais. Tal fato ocorreu pois a companhia de fast-foods percebeu, veja só, que as lanchonetes do gênero vendiam mais hambúrgueres que as outras.

Ou seja: o McDonald’s hackeou (executou uma solução criativa) o caminho e chegou à posição de uma rede nacional. Mais tarde, cresceu ainda mais. Virou internacional. Hoje, não precisa nem comentar o fenômeno que é a rede de lanches, não é?

Como surgiu o growth hacking? 

O Growth Hacking surgiu, em 2010, no Vale do Silício, almejando o crescimento exponencial das startups e acabou expandido e aplicado em diversos setores do mercado.

Sean Ellis, o criador do Growth Hacking 

Quem criou o termo, em 2010, foi o americano Sean Ellis, fundador e CEO da Qualaroo. Ele também atuou no setor de marketing do Dropbox. Ellis estudou companhias com um crescimento acelerado e observou os seguintes pontos em comum ligados a esse desenvolvimento veloz das empresas:

  • Distância do marketing tradicional: as empresas procuravam jeitos inovadores de divulgar seu produto/serviço;
  • Diversificação nas equipes: times dedicados ao crescimento do negócio abrigavam profissionais de várias formações, com perfil de pensamento analítico e científico e criativo;
  • Fortes otimizações com base em análises e dados: não existiam especulações, tudo havia de ser comprovado.

Ele notou que o growth hacking dessas empresas era bem estruturado. Havia um passo a passo para a implementação de melhorias, visando ao crescimento saudável.

Depois de ser responsável pelo bom desempenho de empresas online, ele precisou se desligar da função. Mas não conseguiu alguém bom o suficiente para substituí-lo. Todos os candidatos ao cargo eram da área de marketing, o que divergia do que Ellis queria de verdade.

Então, ele fez um anúncio, buscando “growth hackers”, que seriam os profissionais, segundo ele, adequados a lidarem com as demandas da vaga. Foi a primeira vez que esse termo (growth hacker) apareceu.

Por que fazer o Growth Hacking? 

Há, pelo menos, três motivos para se aplicar este conceito.

Resultado de pequenos crescimentos 

Saiba que não existe milagre. Não espere criar uma super solução e resolver todos os problemas, lucrando pra valer. Você deve se amparar em pequenas melhorias, com taxas de retorno não tão altas, mas realistas.

Quando for analisar um certo período, ao final, você vai se surpreender com o valor do somatório das pequenas soluções. O crescimento do seu negócio virá de pouco em pouco.

Vários experimentos de uma vez

A etapa de testes, em qualquer tipo de negócio, pode demorar bastante. Para se ter condições de traçar um panorama relevante, é necessária uma boa quantidade de dados. Então, se você não fizer mais de um experimento ao mesmo tempo, vai custar ter em mãos as análises que você precisa.

Nesse cenário, considere, também, que experimentos são passíveis de erros… falham. Por isso o nome “experimentos”, que lembra experimentar, ver se dá certo e, se necessário, abandonar ferramentas ou softwares e utilizar novos recursos.

Mais aprendizado e otimização 

Quando nasce um processo, nasce uma oportunidade de aprender. Ainda que ele não traga bons resultados, a princípio, houve uma vivência ali. Deixou o legado de novos modos de pensar, propor melhorias e agir em cima de uma determinada questão. Nada é desperdiçado, sempre temos algo a aprender.

Quais são as premissas do growth hacking? 

É uma ideia que virou método. Uma série de princípios com intuito de gerar resultados a longo prazo. De certo modo, apresenta-se como um marketing digital acelerado. Contudo, é necessária a atuação de profissionais especialistas, treinados e voltados ao domínio de software mais modernos.

Sendo assim, o growth hacking combina estratégias de marketing digital, engenharia de software, dados e criatividade. 

Nesse sentido, a premissa principal dessa forma de pensar é subir, o que será alcançado por meio de etapas. Assim como o marketing tem o seu funil, o growth hacking também tem, confira!

Aquisição 

O primeiro estágio do funil do growth hacking diz respeito a técnicas de atração de novos clientes. É como os usuários te encontram.

Ativação 

Esta segunda etapa foca em oferecer uma primeira boa experiência ao cliente, entregando conteúdos conforme as necessidades. Não se esqueça: a primeira impressão é a que fica.

Retenção 

Aqui, se os clientes ficam satisfeitos com a premissa da sua marca, eles continuam usando seu produto/serviço (fidelização). Esse é o objetivo, certo?

Receita 

A penúltima fase do processo ocorre quando a audiência faz parte do seu faturamento em si, já não utilizam versões gratuitas/degustação. Resumindo, é como você faz dinheiro com seu produto.

Indicações 

Por fim, este estágio acontece quando sua clientela gosta muito do seu produto e indicam, geralmente por boca a boca, a amigos e familiares.

Aproveite isso para produzir e compartilhar materiais virais, que mantenham seus clientes por perto e atraiam novos consumidores.

Growth Hacking: métrica do crescimento 

A métrica que estipula o que é o crescimento da sua empresa é chamada de métrica norte. Por meio dela, se consegue depositar esforços no que realmente importa. Ela, portanto, não pode ser ter mais lucro ou vender mais simplesmente.

Mas o número de usuários ativos, leads qualificados, clientes, dentre outros parâmetros responsáveis pelo sucesso do negócio.

Por que fazer growth hacking? 

O growth hacking, como falamos ao longo deste artigo, serve para fazer o seu negócio crescer de forma rápida e eficiente. Ele é feito por meios de baixo custo, mas altamente criativos e inovadores, visando acumular o maior número de clientes possíveis.

Growth Hacking na prática 

Ideia 

Etapa da chamada tempestade de ideias (brainstorming). Você vai fazer um levantamento de problemas do seu negócio e listar possíveis melhorias para eles.

Modelagem 

Passada a primeira etapa, hora de definir como os experimentos serão feitos, o resultado esperado, os colaboradores e ferramentas que participarão e as métricas relevantes para se analisar. Elabore hipóteses também.

Os experimentos norteiam o growth hacking, uma vez que nos dizem se algo, na estratégia de growth hacking, funciona ou não. Nesta fase, ferramentas, como o Google Tag Manager (insere códigos em sites) podem te ajudar.

Teste 

Com os experimentos em mente, hora de executá-los. Planeje as fases, configure cada experimento, teste-os e acompanhe os frutos da ação. O teste é um meio de visualizar um experimento.

Os testes de otimização (A/B) potencializam um aspecto já existente. Já os testes de descoberta tentam fazer algo nunca feito para melhorar a estratégia de crescimento. Mas atenção: faça testes com importância estatística ao seu negócio, caso contrário, você pode gastar energia e dinheiro à toa.

Resultados 

Faça uma comparação e analise se os resultados dos testes comprovam certas hipóteses. Registre todos os aprendizados, por menor que ele seja, que você teve durante o experimento.

Próximos passos

Deu certo? Aplique em escala. Dessa forma, o aprendizado não fica amarrado ao experimento. É como se você colocasse o conhecimento para circular, entende? Não deixa ele estacionado e restrito à certa prática.

Escola do Marketing Digital 

Agora, você já sabe o que é growth hacking e como ele, junto ao marketing, pode alavancar a sua empresa. O profissional growth hacker implementa uma filosofia de melhoria constante na empresa. Assim, deve estar apto a analisar dados de modo a obter receita das informações estudadas e somar à companhia. Um programador, portanto, pode, muito bem, atuar nessa área.

Você pode ter ficado interessado em outros temas do marketing digital. Se esse é o caso, não perca tempo. A Escola do Marketing Digital tem 10 anos de experiência no ramo de cursos da área e atende mais de 120 mil alunos de nível iniciante, intermediário e avançado. 

Entre em contato e comece, agora mesmo, o curso de Marketing Digital que você precisa!

 

Referências:

https://blog.escoladomarketingdigital.com.br/o-que-e-growth-hacking/

https://escoladomarketing.digital/

https://resultadosdigitais.com.br/blog/o-que-e-growth-hacking/

https://neilpatel.com/br/o-que-e-growth-hacking-o-guia-passo-a-passo/

https://acestartups.com.br/growth-hacking-na-pratica/#:~:text=O%20termo%20foi%20criado%20por,pr%C3%B3prio%20termo%20que%20criou!)

https://www.shoutmeloud.com/growth-hacking.html

 

 

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Autor