E-commerce na prática, veja como funciona o dia a dia de uma loja

O e-commerce funciona por meio de transações de compra e venda digitais | Foto: PhotoMIX Company/Pexels

Fazer compras em uma loja virtual já é uma preferência de muitos consumidores, dada a praticidade e agilidade em receber o produto. Isso pode ser feito de forma 100% digital, desde o catálogo dos produtos até o pagamento. Usualmente, as compras nesse formato são feitas por meio de uma loja virtual e-commerce, e as transações são realizadas por uma única empresa. Assim, o e-commerce na prática é um modelo cada vez mais usado pelas empresas que desejam trabalhar com comércio online.

Para adotar um e-commerce, é essencial compreender mais sobre o funcionamento do modelo, suas possibilidades e saber exatamente o que é e-commerce. Confira abaixo tudo sobre as plataformas, pagamentos e como é o dia a dia de uma loja com esse sistema.

O que é e-commerce na prática? 

Um e-commerce consiste em um espaço virtual utilizado para compra e venda de produtos diversos de uma marca. Ele é estruturado a partir de uma plataforma que permite o acesso aos produtos como uma espécie de vitrine de loja. Todas as informações sobre o produto estão apresentadas nessa plataforma, para que o consumidor possa definir sua compra a partir delas. 

Com isso, o produto pode ser adicionado ao carrinho e o cliente prossegue com a compra para uma tela de pagamento, onde irá realizar a transação com o meio que preferir entre os disponíveis na loja virtual. A retirada do produto pode ser feita na loja, em alguns casos, ou diretamente na casa do consumidor por meio da cobrança de um frete para entrega.

O e-commerce na prática requer também estratégias consistentes de marketing, para que, mesmo sem a intermediação de um vendedor, seja possível criar laços mais humanizados e relações de fidelidade com os clientes. Nesse contexto, o Marketing Digital se destaca como forma de trabalhar a qualidade no atendimento e divulgação em uma loja virtual.

O que é preciso para trabalhar com e-commerce? 

Após entender o que é e-commerce, já é possível definir os recursos e preparos necessários para que um comércio digital seja formado. O planejamento é indispensável para que tudo funcione como esperado nesse modelo: todos os setores, desde o de estratégias de vendas, marketing até o financeiro devem ter pleno entendimento de seu papel. Uma boa comunicação ajuda nessa conexão entre os responsáveis por cada setor. 

Em conjunto, trabalhar com uma loja virtual e-commerce requer criatividade para se diferenciar perante a concorrência, agregando valor ao produto, e não apenas trabalhando com seu custo. A experiência do cliente com o produto também é importante desde as primeiras etapas de venda, por meio da própria divulgação em plataformas digitais e da praticidade na hora de acessar a plataforma, visualizar tudo sobre o produto e comprar. Tudo isso precisa ser feito com o mínimo de cliques possível. 

Por fim, habilidades de análise de métricas também fazem a diferença no dia a dia de um e-commerce. Profissionais com facilidade para lidar com dados e em usar ferramentas analíticas ajudam a entender o comportamento do cliente no digital, assim como o desempenho do site e dos meios implementados para o comércio.

Como montar um e-commerce partindo do zero em 2021? 

Existe uma série de passos a serem seguidos para que um e-commerce na prática possa obter sucesso. Mas em linhas gerais, algumas etapas são essenciais e estruturam esse comércio digital. Para montar a sua loja virtual do zero, essas dicas irão ajudar:

1- Faça uma pesquisa de mercado 

A pesquisa de mercado consiste na primeira direção que você terá para o e-commerce: quais produtos vender por meio dele. É preciso não apenas ter boas ideias, mas saber executá-las para o público certo, nos lugares certos e de forma a oferecer produtos interessantes, úteis e que as pessoas estejam dispostas a pagar. 

Assim, pesquisar por brechas no mercado, de produtos que não estejam sendo oferecidos ou que não são ofertados de acordo com as expectativas e necessidades do cliente, é um começo importante para abrir um comércio digital.

2- Escolha a plataforma de hospedagem e o domínio 

Um e-commerce é, antes de tudo, um site. Logo, para criar um e-commerce, é necessário ter um site com uma hospedagem e um domínio. O domínio consiste no nome do site e no modo como ele representa a marca. Já a hospedagem é o serviço usado para manter o seu site online

Existe uma grande variedade de opções a serem consideradas nesse aspecto mais técnico da criação. No caso do nome, por exemplo, é preciso refletir se ele atrai o público-alvo e se está disponível para ser usado na web ou adquirido. Além disso, escolher com qual ferramenta de conteúdo irá trabalhar para o site é uma decisão que influencia diretamente no design do site, na forma como ele será usado e nas etapas a fazer após sua publicação.

3- Trabalhe o design da página 

Com o site criado, hospedado e com um bom nome, o trabalho de criação do ambiente em que os produtos irão ser comercializados passa da parte técnica de gerar uma URL para a construção do design, da responsividade e da facilidade com que o cliente irá navegar.

A escolha do tema do site é o ponto de partida: depois disso, o uso de widgets e plugins, assim como a preocupação com a identidade visual e logo da loja serão parte do processo de criar um ambiente fácil e interessante de ser navegado. Os produtos também serão inseridos no site nesta etapa.

4- Invista no marketing digital 

Um curso de Marketing Digital pode oferecer visões e experiências interessantes para fortalecer as estratégias aplicadas no seu e-commerce. Esse tipo de investimento de tempo e dinheiro para conhecer e aplicar o Marketing Digital é essencial para o e-commerce na prática, até mesmo antes do lançamento do primeiro produto. Saber como receber tráfego pelas redes sociais, como divulgar os produtos para o público certo e em qual formato são elementos que fazem parte do universo do Marketing Digital, e irão promover um sucesso a longo prazo para as vendas dos produtos. Uma estratégia de conteúdo orientada para cada ambiente e com base nos interesses do nicho que consome os produtos é um meio forte de levar a loja virtual a um bom desempenho contínuo nas vendas.

 

 

 

Referências:

https://neilpatel.com/br/blog/e-commerce-como-funciona/

https://bertholdo.com.br/blog/o-que-e-e-commerce/

https://www.escoladeecommerce.com/artigos/ecommerce-na-pratica/

https://www.napratica.org.br/trabalhar-em-e-commerce/

https://www.hostinger.com.br/tutoriais/como-montar-uma-loja-virtual

 

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Autor